O pretinho básico (LBD) é o melhor amigo da mulher (depois do corretivo de olhos). Mas, às vezes, o vestido que já vai sozinho a todos os jantares e festas informais que temos, pede arrego.

Como fazer para dar um upgrade ao modelito quando estamos sem tempo, dinheiro ou inspiração para comprar um novo? Se você já incrementou seu pretinho com bijouterias coloridas, sapatos animal prints e até lenços, está na hora de você lançar mão da terceira peça. Sim, algo que cubra os braços ou o decote já vai dar uma nova vida ao seu vestido.

Um blaser pode levar seu LBD ao escritório ou a um jantar importante, se o modelo for tipo smoking. Um cardigã aberto ou fechado com cinto por cima, pode fazer seu vestidinho sexy ficar mais romântico, principalmente se combinado com sapatilhas de bico redondo. Para um look esportivo, que tal jaqueta jeans e All Star? Já para renovar o ar sexy do modelo, jaqueta de couro modelo biker, saltos finos e muitas bijoux estilo rocker.

Outra alternativa para quem não se incomoda com a superposição é transformar seu vestido numa saia. Basta colocar uma camisa de botões – pode ser jeans ou social – por cima do vestido e dar um nozinho nas pontas . Se o decote é alto, feche o botão do colarinho e coloque um colar curto e grande embaixo da gola.



Cada vez mais, casais preferem cerimônias mais intimistas, no campo ou na praia, ao invés de grandes celebrações em salões de festa.

Com isso, a dúvida do que vestir - tanto para homens quanto para mulheres - acaba sendo uma constante nos serviços de estilo.

Nos casamentos pela manhã, os tecidos devem ser mais fluidos e delicados, bem coloridos e com acessórios discretos. Quem faz um estilo mais básico pode optar por tons pastel ou nude, desde que não sejam muito próximos do branco ou marfim. Cinza claro e alguns tons de azul ou verde mais fechados também fazem bonito num casamento diurno. Deixe o marrom e o preto para a noite.

O comprimento pode ser na altura dos joelhos ou midi, pois ainda é um evento formal. Quem faz o estilo mais despojado, pode optar por longos de alças finas em estampas grandes ou mesmo em tecidos mais rústicos, que não sejam tão colados ao corpo.

Se o casamento for num jardim, lembre-se de que o salto deve ser mais grosso, para você não afundar na grama. Na praia, vale uma rasteirinha mais chique, em tons metálicos ou pedrarias. O brilho, deixe para as jóias, que não devem ser muito grandes.

Cerimônias no fim de tarde pedem um look um pouco mais festivo, mas ainda sem muitas extravagâncias. O comprimento pode ser mais curto e os acessórios aumentam um pouco de tamanho. Dá para colocar um vestido reto, numa cor sólida, por exemplo e arrematar a produção com um maxi colar de cristais, por exemplo.

Eventos que começam a tarde e seguem noite a dentro já permitem tecidos um pouco mais estruturados ou com brilho: cetim ou shantung já ficam adequados se o modelo do vestidofor mais simples.

Pode usar saia e blusa? Claro que sim. Em qualquer horário, desde que as peças tenham comprimento adequado e tecidos mais elegantes. Em eventos ao ar livre, uma calça de shantung ou de tafetá e uma bela camisa, bem cortada, com uma clutch metalizada e sapatos de tecido (ou com detalhes em pedra) ficam ótimos. Neste caso, não vale o terninho do escritório, afinal de contas, é um casamento.

Para os homens, terno cinza claro durante o dia. Para o fim de tarde em diante, cinza mais escuro. Na dúvida: o azul marinho funciona em qualquer horário. Camisa branca é sempre a opção mais elegante.

#casamento #codigodevestimenta #festaaoarlivre #estilo #comqueroupaeuvou


Uma das primeiras regras de estilo é saber vestir-se de acordo com o tipo físico. Sabendo as proporçoes de seu corpo, é possível criar uma silhueta harmoniosa e equilibrada, ressaltando pontos fortes e desviando o olhar das áreas de que não gostamos muito.

Quem tem o tipo triangulo invertido (ou corpo de nadadora) possui ombros largos, pouca ou nenhuma cintura, quadris estreitos e pernas longas e finas como Cameron Diaz, Angelina Jolie, Kate Middleton e Fernanda Lima.

O truque é diminuir visualmente a parte superior e criar volume na parte inferior do corpo . Como fazer? Usar calças mais largas, modelos estampados, bolsos com aba, brilhos ou mesmo blusas com detalhes na barra. Modelo ideal: flare. Pode ser em jeans claro ou mesmo na cor branca. Saias evasés também equiilibram a proporção entre os ombros e os quadris. Leggins e skinnies vão ressaltar ainda mais a diferença entre os ombros e os quadris, portanto deixe estes modelos para a academia.

Para disfarçar a parte de cima, evite acessórios muito chamativos como brincos e maxicolares ou bolsas de alças curtas. O decote canoa ou camiseta de alças finas também devem ser evitados. Abuse do contraste de cores, usando a peça escura em cima e a mais clara embaixo. Laços, babados e mangas bufantes também aumentam visualmente o volume da parte superior do corpo. Prefira modelos mais sequinhos, em estampas bem pequenas e tecidos mais fluidos.

Quem tem ombros largos pode usar tomara que caia, mais deve tomar cuidado com o modelo do vestido. O ideal é usar peças cuja saia tenha mais volume ou que tenham corte acinturado (foto)

Outro bom truque é usar sapatos com brilho ou com tiras ao redor do tornozelo, pois chamam atenção para esta parte do corpo e criam ilusão de volume na área. Usar pulseiras grandes e coloridas também ajudam a criar volume na área dos quadris.

Quem tem este tipo físico e está acima do peso, pode equilibrar a silhueta com pantalonas fluidas, sandálias meia pata e vestidos retos, curtos e com decote V. A bolsa deve sempre estar na altura – ou logo abaixo – da linha dos quadris. Lenços devem ser usados desamarrados e devem ser longos, a fim de criar linhas verticais ao longo do corpo.