Chegamos ao final do ano! Começa a temporada de férias e viagens curtas. Em tempos de restrição de bagagens em vôos e mudanças climáticas, a mala de viagem precisa ser cada vez mais certeira. Foi-se o tempo em que uma ponte aerea de 4 dias comportava uma bagagem enorme, que atendesse todo tipo de imprevisto: de agenda ou de temperatura.

Mesmo a mala de verão absoluto precisa conter uma blusinha mais quente ou uma calça. Os tênis, sejam de passear ou de malhar, são daqueles itens que sempre geram dúvida pois ocupam espaço e pesam. Por isso, algumas dicas para evitar a dor de cabeça:

1. viaje usando as peças mais pesadas

2. escolha partes de baixo de tons neutros

3. coloque 2 mudas de roupa na mala de mão

4. eleja um look para usar no avião - o mesmo na ida e na volta

faça a conta 1 parte de baixo para 3 ou 4 partes de cima

#maladeviagem #bagagemdemão #comofazermalaleve #comoarrumarmala #contrateserviçodemalainteligente


Em tempos de mídias sociais e conteúdos compartilhados, vem crescendo a preocupação das empresas com o impacto da imagem pessoal de seus funcionários.

A máxima "a primeira impressão é a que fica" não corresponde apenas às interações sociais. Ela é particularmente importante quando se trata de um evento ou encontro profissional. Neste caso, a imagem pessoal do funcionário representa suas próprias capacidades técnicas e as da empresa.

Assim como o cartão de visitas foi a forma que utilizavamos para manter ou estabelecer contato com fornecedores, clientes e parceiros, as redes sociais passam a ocupar este espaço, antes mesmo da primeira interação. Hoje, #google, #linkedin e até mesmo um perfil aberto no #instagram pode direcionar o julgamento que fazemos de alguém, evitar uma contratação ou mesmo abrir precedentes para uma reavaliação profissional.

Por isso, cada vez mais companhias têm monitorado mídias sociais de funcionários e acompanhado suas interações, sobretudo quando há menções - ainda que um mero "check in" no endereço - aos clientes.

Funcionários, por sua vez, precisam avaliar como estão se posicionando digitalmente. A linha entre o profissional e o pessoal já não existe mais. Não é censura ou pudor, mas sim uma forma estratégica de se apresentar, deixando claros seus propósitos, competências e inteligência emocional. Você será julgado, querendo ou não, então o melhor a fazer é direcionar esta avaliação para que ela corresponda o máximo possível a realidade.

#imagemprofissional #imagemnotrabalho #imagemdigital #redessociais