Buscar
  • Gaby Beraldo

Não visto 42. E agora?


No Brasil, a ditadura do corpo perfeito frustra até aquelas que estão com o corpo em dia. A questão não é o sobrepeso ou ser plus size (aliás, categorização horrorosa), é a modelagem. Qualquer mulher que use um tamanho acima de 42 tem dificuldade em encontrar roupas.

Mesmo o 44, tamanho 10 nos EUA, não é encontrado em qualquer loja, principalmente se a marca for de moda jovem. Tanto na América quanto na Europa, a numeração da maioria das lojas vai até 16 (tamanho 48). Além disso, não há padronização nos tamanhos e a modelagem varia de marca para marca. Um exemplo: meus jeans são tam40 na Le Lis Blanc, tam 42 na Mixed e tam 44 na Ateen (e se não for flare, nem entra).

E, convenhamos, 44 é absolutamente normal, principalmente num país de mulheres com bumbum e coxa. Se a pessoa em questão tiver mais de 1,75m então, é dramático. Por isso, resolvi listar aqui as marcas que possuem uma modelagem que não deixa ninguém deprimido no provador: Richards, Le Lis Blanc, Mixed (alguns modelos de calça vestem quem é tamanho 46), FIT, Cia. Marítima, Lenny (o tamanho G é bem democrático).

Para quem tem mais de 50 anos e quer um look elegante, bem cortado e usa até tamanho 52, a Rudge e a Heckel Verri são as melhores opções. A Krishna veste muito bem quem usa até tamanho 46 e a Mara Mac tem boas opções num 44 grande.

#tamanho44 #plussize #ateen #bobstore #lelisblanc #mixed #krishna #heckelverri

21 visualizações