Buscar
  • Gaby Beraldo

Mantendo o estilo na crise


Em tempos de dólar a R$4 nem o esmalte nosso de cada dia está pela hora da morte. Então, como fazer para driblar os preços altos e manter o estilo?

Primeiro de tudo: faça compras no seu próprio armário. Separe um tempo para ver o que você tem e esqueceu, nunca usou ou sempre combinou com aquela outra peça branca. Sua mãe é jovem e tem o mesmo formato de corpo que você? Faça compras no armário dela também (eu faço!) Vale irmã, prima e melhor amiga também.

Depois, avalie seus acessórios: bolsa, sapato, lenço, bijoux...Espalhe tudo em cima da cama e comece a montar as combinações feito um quebra-cabeças. Você vai ter looks completamente novos se mudar o sapato ou a bolsa. Já combinou sua blusa de listras com a sapatilha de onça? E a calça de seda com a jaqueta jeans?? Junte uma bijoux poderosa e arrase!

Se você é daquelas que "precisa" comprar, passe a visitar lojas diferentes das que você frequenta. Renner, Zara, C&A e as ruas de comércio popular tem bons achados, basta ter paciência. Um bom pulseirão ou um colar colorido, feito pela colega do trabalho podem fazer milagres. Os brechós de luxo são boas opções, assim como os bazares das marcas mais chiques. Já comprei blusa Diane Von Furstemberg por R$120 em brechó, cinto por R$10 no Bom Retiro e malha do bazar da Mixed por R$29.

Não consegue se adaptar ao baratex? Então, deixe a moda de lado e invista em peças que podem ser combinadas com o máximo de itens que você já possui ou peças atemporais de boa qualidade, que vão durar anos. Na dúvida, alfaiataria.

Se você está duríssima, vá à farmácia e compre um batom. Como disse Coco Chanel " se você estiver triste, passe um batom vermelho e vá à luta".

#brechodeluxo #dianevonfurstemberg #criseeconomica #estilopessoal #alfaiataria #chanel #batomvermelho

4 visualizações