Buscar
  • Gaby Beraldo

O reflexo da sua imagem no salário


Sabemos que a primeira impressão é a que fica. Por isso, quando nos vestimos para uma entrevista de emprego, analisamos a imagem que queremos passar: credibilidade, competência, experiência... Porém, ao conquistar a vaga, é muito comum que o profissional deixe de lado a avaliação diária de sua imagem pessoal e caia na "armadilha" do conforto.

Uma nova pesquisa realizada pela Universidade de Chicago sugere que a aparência no escritório pode ter um enorme impacto na sua reputação e nas suas finanças.

Um total de 14.600 homens e mulheres foram monitorados por 13 anos, entre a saída da universidade e os primeiros anos de carreira. Os pesquisadores entrevistaram os participantes quatro vezes durante esse período e avaliaram seus grau de atratividade e estilos pessoais antes de compará-lo aos seus salários.

Embora seja possível assumir que houve uma correlação entre os classificados com melhor estilo e seu salário, sobretudo para as mulheres, a pesquisa mostrou que "indivíduos atraentes ganham cerca de 20% mais do que pessoas de média atratividade".

Curiosamente, a diferença foi reduzida quando os cuidados com a aparência não variam entre os grupos ", sugerindo que a beleza pode ser ativamente cultivada". Isto quer dizer que, aqueles indivíduos que demonstraram cuidados com cabelos, barbas, unhas e se apresentaram com roupas mais bem cuidadas e organizadas, sobressaíram em relação ao grupo que mostrou pouca preocupação com a imagem pessoal.

Nota: Este post foi baseado no artigo de Olivia Ovenden para a Harper´s Bazaar UK, de julho de 2016

#imagempessoal #imagemcorporativa #universidadedechicago #dresscodecorporativo

23 visualizações