Buscar
  • Gaby Beraldo

Imagem digital: o que é isso?


Sempre disse por aqui que a primeira imagem é a que fica. A impressão que passamos no primeiro contato com outra pessoa baliza a percepção que esta terá de nós.

Em tempos de redes sociais e fotos em tempo real, a preocupação com a imagem pessoal deve ir além da vestimenta adequada, o cuidado com a higiene pessoal e a cortesia ao lidar com as pessoas.

É preciso também tomar cuidado com a imagem que temos nas mídias sociais. Headhunters, empregadores e mesmo alguém que queira saber se você é um potencial parceiro amoroso busca informação nas redes. Por isso, é importante saber o que e como se mostrar nos diferentes meios digitais para causar boa impressão.

O LinkedIn é uma ferramenta de networking profissional. Ali, sua foto deve ser de boa qualidade, mostrar empatia e competência. Então, esqueça a foto tirada na festa, com pose muito descontraída ou demonstrando sensualidade. Os posts devem ter conteúdo relevante para aquele meio. Deixe os lamentos, os avisos fúnebres e os agradecimentos à família, a Deus e a quem quer que seja, pela graça alcançada.

O Facebook é uma rede social, mas é também alvo de pesquisa na hora da contratação. Antes mesmo da entrevista, o empregafor/entrevistador já deu uma passada no seu perfil para avaliar sua personalidade. Fotos ostentando, posts agressivos, piadas preconceituadas e outas coisas que possam ser engraçadas na mesma do bar, podem contar ponto negativo.

Pode parecer bobagem, mas já ouvi de um advogado que o cliente perdeu uma ação trabalhista para a empresa que estava processando porque difamou o empregador no Twitter.

Por isso, analise bem a imagem que quer passar em todos os meios de contato, sejam eles pessoais, profissionais, reais ou virtuais.

#imagemcorporativa

38 visualizações