Buscar
  • Gaby Beraldo

Para onde vão os desapegos?


Uma das primeiras etapas da consultoria de imagem e estilo é a avaliação do acervo pessoal da cliente.

Diferente do que aparece nos programas de TV, não chegamos no armário e jogamos todas as peças na lata de lixo: além de ser um exagero, é uma certa indelicadeza. Afinal, a cliente está abrindo sua intimidade para nós, um pouco de generosidade e entendimento são sempre bem-vindos.

A etapa do closet cleaning tira do armário o que não tem mais a ver com o estilo pessoal da cliente, tem modelagem ou cor que não valoriza, está fora de moda ou tem manchas,furos ou botões faltando. O que não tem conserto ou está muito usado, vai para instituições de caridade.

E o que fazer com o que está em ótimo estado, às vezes, com etiqueta, só ocupando espaço no armário? Faça a energia circular e coloque as peças à venda em lojas físicas ou virtuais de 2a mão.

Se você não tem paciência ou proficiência para os aplicativos tipo Enjoei e Mercado Livre (usei ambos e não gostei), procure um brechó perto de você que venda peças de marcas similares as que você quer se desfazer. Mas, antes de chegar no local com milhares de sacolas, entre em contato com a avaliadora para entender como funciona a consignação ou venda das peças, que tipo de itens a loja está buscando e se é a avaliação é feita com hora marcada ou não.

Uso e recomendo alguns brechós no Rio de Janeiro, como o faircloset, o personal brechó, o petit lilly e o rococó (todos eles estão no instagram). Para doações, deixo itens no Centro Rita de Cassia e no Exercito da Salvação.

Em São Paulo, recomendo o Cabideria Brechó, o Daz.roupas e o Pagu 2hand. Minhas doações vão para o Centro Luz Divina e para as Casas André Luiz.

Existem outros brechós no instagram, mas nunca trabalhei com eles então, não tenho como atestar.

#desapego #doaçoes #closetcleaning #esquadrãodamoda

30 visualizações