Buscar
  • Gaby Beraldo

Reduzindo a margem de erro na primeira impressão


Você já ouviu esta máximas em inúmeras situações. Você passou uma boa imagem para o seu interlocutor ou ACHOU que tinha agradado?

Isto mesmo! Muitas vezes, num primeiro encontro, numa entrevista de emprego ou na reunião de apresentação para um potencial cliente, acreditamos que nossa interação com o interlocutor foi adequada, positiva e eficaz. Mas, por que não acontece o segundo encontro, não passamos no processo seletivo ou não fechamos negócio.

Porque podemos ter uma percepção diferente daquela que passamos. Uma pessoa tímida, por exemplo, pode ser percebida como antipática ou calada demais. Alguém expansivo, de tom de voz alto, pode ser visto como um exibicionista ou até mesmo mal educado.

Trabalhar a imagem e a marca pessoal, observando pares e superiores, entendendo os ambientes, é o primeiro passo para reduzir a margem de erro na primeira impressão. Fazer uma auto-avaliação, se colocando no lugar do outro, ou mesmo pedindo um feedback construtivo de algum amigo, também pode ser uma alternativa.

Você não pode controlar o que pensam de você, mas pode direcionar a impressão que você passa: cuidando da aparência, trabalhando a autoestima e demonstrando coerência entre sua linguagem corporal, tom de voz e uso das palavras.

#imagemprofissional #imagempessoal #primeiraimpressão #reputação #comunicaçãonãoverbal #dresscodecorporativo

0 visualização