Buscar
  • Gaby Beraldo

O mito das listas "tem que ter no armário"


Você já leu em matérias, posts e livros que existem peças definitivas no armário da mulher elegante.


Porém, vim aqui dizer que isto não existe, pelo simples fato de que você não tem o mesmo corpo, o mesmo estilo e a mesma rotina das outras mulheres do mundo. Estas listas são genéricas e, comumente, elencam peças clássicas dos vestuário feminino, baseado no estilo europeu.


Por exemplo, se você mora em uma cidade de clima quente, com pouca chuva, qual é a serventia do trench coat para você? O mesmo serve para a camisa de seda, que não será prática nem útil se você tem um estilo natural, lida com crianças pequenas ou não tem o hábito de usar serviço de lavanderia.


Peça tem que ter é aquela que faz sentido na sua vida e na sua auto estima. Vestir -se de acordo com o que os outros esperam de você ou da imagem que acha que precisa ter não é elegante. Pelo contrário: custa dinheiro, traz frustração e não rende bons looks, simplesmente porque você não se sentirá confiante ou confortável.


Antes de comprar, pense no que você precisa, em quantas vezes vai vestir aquela peça, se ela combina com você e com seu estilo de vida e se ela cabe no seu armário, no seu corpo e no seu bolso.


Simplificar o vestir é entender quem você é e saber comprar o que realmente faz bem: emocionalmente, financeiramente e fisicamente .




3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo