Buscar
  • Gaby Beraldo

Valorizando o básico




Uma das etapas da consultoria de imagem pessoal é a avaliação do acervo da cliente, fase que muitos chamam de "closet cleaning"ou "detox do armário".


Na verdade, esta é a parte na qual fazemos uma curadoria do que a cliente já tem, analisando se cada uma das peças tem a ver com a imagem que se quer estabelecer, se valoriza o tipo físico, se está em bom estado de conservação ou se pode ser customizada para melhor funcionar no corpo da cliente.


Após a avaliação, montamos uma lista de itens básicos para fazer com que o que já exista renda mais looks. É ali que vamos começar a criar o guarda-roupa inteligente, selecionando peças atemporais, com corte clássico e com a melhor qualidade que o orçamento permitir.


Na consultoria de estilo pessoal, não importa se você tem R$1.000, R$5.000 ou R$20.000 para gastar (acredite, já trabalhei com estes 3 valores), o que vale é a forma como você investe este dinheiro. À medida em que você for aumentando seu poder aquisitivo, as peças vão sendo substituídas por outras de melhor qualidade. Mas, é fundamental que: elas sirvam no corpo que a cliente tem naquele momento, tenham um bom caimento, sejam adequadas a rotina da cliente (seja ela mãe, alta executiva ou aposentada)


Valorizar o básico não significa ser simples ou sem graça. Quer dizer que você tem peças-chave para um guarda-roupas versátil, funcional e que representa quem você é!


0 visualização